Leitura da Bolsa 05.02.2019

Leitura da Bolsa 05.02.2019

Discurso do Presidente Trump sobre o Estado da União

O presidente Donald Trump fará seu discurso anual sobre o Estado da União ao Congresso às 21h00, horário local (0h00 no horário de Brasília).
Trump sinalizou na sexta-feira que o discurso incluirá comentários extensos sobre seu impasse com os democratas sobre a construção de um muro ao longo da fronteira EUA-México, o assunto de uma intensa batalha partidária que levou a uma paralisação parcial do governo por 35 dias.
Além do muro, um alto funcionário da Casa Branca disse que Trump vai delinear o que ele vê como áreas onde republicanos e democratas podem chegar a um acordo. Isso inclui um plano para financiar melhorias de infraestrutura em todo o país, reduzir o custo dos medicamentos prescritos e trabalhar para resolver as diferenças de longa data sobre os cuidados de saúde.
Não está claro se os dois lados estão preparados para trabalhar juntos de maneira significativa, com tensões ainda altas durante a luta durante a paralisação e outro prazo se aproximando em 15 de fevereiro.

Mercado futuro dos EUA aponta para abertura em alta.

O mercado futuro dos EUA, apontavam para uma abertura ligeiramente maior, com os investidores do mercado esperando um discurso importante do presidente Donald Trump e outro lote de relatórios trimestrais de ganhos.
Por volta das 8h25, o índice blue chip futuros do DOW subia 61 pontos, ou cerca de 0,25%, os futuros do S&P 500 marcavam 3 pontos, ou cerca de 0,1%, enquanto o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 indicavam um ganho de 11 pontos, ou cerca de 0,15%.
Os movimentos no pré-mercado vêm depois que Wall Street fechou em alta na segunda-feira, com o DOW ganhando 175 pontos.
Na Europa, as bolsas estavam em alta nas negociações durante a metade da manhã, com quase todas as principais bolsas da região em território positivo. O índice pan-europeu STOXX 600 atingiu um recorde de alta de nove semanas, impulsionado por ganhos dos bancos e ações do setor petrolífero.
Mais cedo, bolsas asiáticas estavam fechadas. As transações foram leves, com os mercados da grande China, Taiwan, Coreia do Sul, Cingapura e Indonésia, todos fechados para o Ano Novo Lunar.

Disney divulga resultados

Dezenas de empresas deverão divulgar resultados hoje no que deve ser uma das últimas grandes ondas da temporada de resultados.
A maior parte dos foco estará sobre a Disney (NYSE:DIS) que divulgará seus resultados após o fechamento. A gigante de mídia deve divulgar lucro ajustado por ação de US$ 1,54 sobre receita de US$ 15,07 bilhões, segundo estimativas.
Os investidores estarão acompanhando de perto os resultados para ver se os crescentes esforços para enfrentar a Netflix (NASDAQ: NFLX) no espaço de streaming estão começando a valer a pena. A Disney anunciou recentemente que lançará sua plataforma de streaming direto ao consumidor em setembro de 2019.
Outros nomes de alto perfil que divulgam os resultados trimestrais hoje incluem a Viacom (NASDAQ: VIAB), Ralph Lauren (NYSE:RL) e Estee Lauder (NYSE:EL), que deverão fazer a divulgação durante as horas pré-mercado.
Juntar-se à Disney após o fechamento teremos os resultados da Snap (NYSE:SNAP), da Electronic Arts (NASDAQ:EA), Anadarko Petroleum (NYSE: APC),Tableau Software (NYSE:DATA) e Paycom (NYSE:PAYC).

Preços do petróleo pairam abaixo das altas de 2019

No mercado de commodities, os preços do petróleo mantiveram à vista seus melhores níveis do ano, impulsionados pelas expectativas de aperto no fornecimento global devido às sanções americanas à Venezuela e cortes de produção liderados pela OPEP.
Os contratos futuros de petróleo bruto West Texas Inetermediat estavam em US$ 55,14 por barril, um aumento de 56 centavos, ou 1%. Eles alcançaram seu nível mais alto em mais de dois meses com US$ 55,75 no dia anterior.
Os contratos futuros de petróleo, estavam cotados a US$ 62,95 dólares por barril, um aumento de 43 centavos, ou 0,7%. Subiu para o nível mais forte desde 7 de dezembro com US$ 63,63 dólares na segunda-feira.
O Instituto Americano de Petróleo deverá publicar sua atualização semanal sobre estoques de petróleo bruto para a semana encerrada em 1 de fevereiro às 19h30.

PMI de serviços dos EUA do ISM

Com os principais dados do Departamento de Comércio ainda atrasados devido à paralisação do governo no mês passado, os participantes do mercado ficarão de olho na pesquisa do Instituto de Gerenciamento de Suprimentos (ISM) sobre a atividade do setor de serviços para avaliar a força da economia.
A pesquisa, com lançamento previsto para as 13h00, está prevista para mostra um pequeno declínio para 57,0 em janeiro a partir da leitura do mês anterior de 57,6.
O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, em alta de 0,1% para 95,68.
No mercado de títulos, os preços do Tesouro americano caíram, impulsionando os rendimentos mais altos ao longo da curva, com o rendimento de 10 anos de referência subindo para 2,73%.

Bibliografia:
investing.com