Leitura da Bolsa 12.03.2019

Leitura da Bolsa 12.03.2019

Ibovespa futuro inicia a sessão desta terça-feira com desvalorização

Após encerrar a sessão de ontem com forte valorização, o índice futuro do Ibovespa começa a terça-feira com perdas de 0,20% aos 98.410 pontos, seguindo um cenário externo indefinido. Por aqui, os investidores mostram otimismo que o governo e Congresso vão se entender para aprovar uma reforma da Previdência drástica e trabalhar para mitigar o grave rombo fiscal que ameaça o crescimento da economia no longo prazo.
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA de fevereiro foi de 0,43%, enquanto em janeiro a taxa havia sido de 0,32%. O acumulado no ano foi para 0,75%, acima dos 0,61% registrados no mesmo período de 2018. Nos últimos doze meses, o acumulado foi de 3,89%, acima dos 3,78% dos 12 meses imediatamente anteriores. Em fevereiro de 2018, a taxa fora de 0,32%.
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) acelerou a alta a 0,71 por cento na primeira prévia de março, de 0,20 por cento no mesmo período do mês anterior, informou a Fundação Retalio Vargas (FGV) nesta terça-feira. O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.
O vice-premiê chinês Liu He falou ao telefone nesta terça-feira com o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, e o representante de Comércio norte-americano, Robert Lighthizer, sobre questões importantes nas negociações comerciais, noticiou a agência de notícias estatal Xinhua.
A incerteza sobre o futuro da saída do Reino Unido da União Europeia prevalecia nesta terça-feira, ao passo que os parlamentares se preparavam para votar o acordo de separação depois que a primeira-ministra britânica, Theresa May, obteve garantias de última hora da UE.

Agenda de Autoridades

O presidente Jair Bolsonaro inicia a terça-feira com reunião com André Luiz de Almeida, Advogado-Geral da União, participando em seguida da Cerimônia Oficial de Chegada do Presidente da República do Paraguai, Senhor Mario Abdo Benítez, com quem depois se reúne e almoça.
Na parte da tarde, recebe a deputada Joice Hasselmann (PSL/SP), fechando o dia com um encontro com Ricardo Vélez Rodriguez, Ministro de Estado da Educação.
O ministro da Economia, Paulo Guedes, tem na parte da manhã uma Audiência com Silvio Costa, ex-deputado federal, se reunindo depois com Fabio Filgueiras, presidente da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon).
No final da tarde, tem Audiência com Alexandre Tombini, diretor-executivo do FMI, fechando o dia com uma reunião com Wellington Dias, governador do Piauí.

 

Inflação oficial, IPCA sobe 0,43% em fevereiro e acumula 3,89% em 12 meses

 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), usado pelo Banco Central (BC) como referência para as metas de inflação, subiu 0,43% em fevereiro, ante 0,32% em janeiro. A projeção do mercado era de uma inflação de 0,38% em fevereiro. As informações são do IBGE.
Com isso, o IPCA acumula alta de 0,75% no ano e de 3,89% em 12 meses, acima dos 3,78% dos 12 meses encerrados em janeiro. A meta de inflação do BC neste ano é de 4,25% ao ano.
Seis dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta, de janeiro para fevereiro, com destaque para Educação (3,53%), grupo responsável pelo segundo maior impacto positivo no IPCA de fevereiro, com 0,17 ponto percentual (p.p.), atrás apenas de Alimentação e Bebidas (0,78% e 0,19 p.p.). As outras altas ficaram por conta de: Saúde e Cuidados Pessoais (0,49% e 0,06 p.p.), Habitação (0,38% e 0,06 p.p.), Artigos de Residência (0,20% e 0,01 p.p.) e Despesas Pessoais (0,18% e 0,02 p.p.). Por outro lado, dois grupos tiveram deflação: Transportes (-0,34% e -0,06 p.p.) e Vestuário (-0,33% e -0,02 p.p.). Já o grupo de Comunicação ficou estável no período (0,00% e 0,00 p.p.).

Dados da inflação dos EUA em foco

O Departamento de Comércio publicará os números do IPC em fevereiro às 9h30 desta terça-feira.
A inflação ao consumidor deve ter subido 0,2% no mês passado, segundo estimativas, em comparação com a leitura estável de janeiro. Em uma base anual, o IPC deverá subir 1,6%, o mesmo ganho registrado no mês anterior.
Excluindo o custo de alimentos e combustíveis, o núcleo da inflação deve ter tido um aumento de 0,2% no mês passado e 2,2% em relação ao ano anterior.
Dados na segunda-feira mostraram que as vendas no varejo subiram moderadamente em janeiro, impulsionadas por um aumento nas compras de materiais de construção e gastos facultativos.

Aumenta crise da Boeing

Cingapura e Austrália foram os países mais recentes a suspender as operações de todos os aviões Boeing 737 MAX dentro e fora de seus aeroportos na terça-feira, depois que o último modelo da empresa sofreu um segundo acidente fatal em menos de cinco meses.
Quase 40% da frota em serviço de 371 jatos Boeing 737 MAX em todo o mundo está pousada, segundo a publicação Flightglobal, incluindo 97 jatos no maior mercado, a China.
O susto eliminou bilhões de dólares do valor de mercado da maior fabricante de aviões do mundo.
As ações da Boeing (NYSE:BA) caíram 1,8% nas negociações antes do pregão. Fechou em baixa de 5% nesta segunda-feira.

 

Fonte:
investing.com